sábado, 31 de outubro de 2015

Outubro, mês das crianças de hoje e de ontem 3

Com muita honra fechamos o mês de Outubro, com nossa querida Escritora "Ale Dossena, Curitibana e administradora de empresas. Desde pequena, os livros fizeram parte da sua vida, e a paixão pelas histórias vem dos contos de fadas que conheceu na infância. Encontrou no hábito de escrever uma maneira de mantê-los vivos em seu coração, pois acredita que a sua magia alimenta a criança que existe dentro dela.
Este livro de contos é a sua segunda publicação, antecedido por 'Sonhando & Poetizando', sua coletânea de poesias."

Apresentamos para vocês 'O diário de Lirityl'


Sinopse
O Diário de Lirityl descreve sentimentos, ações e decisões, exemplos, lágrimas e sorrisos, aventuras e descobertas. Resgatar a magia dos contos é como abrir uma caixa de música. Aos pouquinhos nos envolvemos com a melodia e de repente nos percebemos fazendo parte dela. E descobrimos que ganhamos o poder de transformar o quotidiano em momentos mágicos, que só a criança que existe dentro de nós é capaz de viver.
***********

Imagine você, uma pequena fada foi banida de seu mundo lindo e colorido. 
Com seu espírito aventureiro, o mundo das fadas era pouco pra ela, tudo muito harmônico e perfeito. 
Ela queria mais, queria conhecer outros povos, aprender coisas novas, voar para novos mundos... Mas o que ela recebeu? A solidão. Foi aprisionada em uma estrela.
Com o tempo ela percebeu o que havia feito e se questionava 'Por que meu coração se tornou tão endurecido?'
É, caro leitor, não tá fácil pra ninguém, até no mundo das fadas, pode ocorrer do coração se perder em uma alegria momentânea e a escuridão chegar.
Como as fadas são imortais, Lirityl conseguia ver o que acontecia em outros mundos. Mas, seu sofrimento aumentava, por que não podia fazer nada e percebeu que vivia só e triste.
Antes de ser banida, alguns amiguinhos lhe presentearam com um caixa, e por muito tempo Lirityl nem se lembrou dela. E um dia a curiosidade despertou e ela 'reconheceu aqueles pertences encantados, eram fabricados pelas fadas orientadoras e concedidos aos iniciantes para sua jornada em busca de histórias.' Adivinhem, lá se encontrava um diário de juta e uma caneta.
Mais que depressa, Lirityl começou a anotar o que via, ouvia e também o que aprendia... 
Com muita delicadeza a autora nos oferece, participar das aventuras de Lirityl, pois foi assim que me senti ao ler este livro.
Conheci, 'Um chá para a feiticeira', 'A descoberta de Sara', O astronauta e a bonequinha', A escada dourada'... 
O conto 'Escrito nas estrelas' é de uma doçura, deixo aqui um pedacinho dele. (...) "pois aquele seria o presente que eternizaria a criança dentro do seu coração." (...) " assim como seu pai, ensinou a outras crianças que os verdadeiros desejos do coração podem ser escritos nas estrelas."
Não para por aí! Com  Lirityl, conheci 'A almofada de veludo', 'A montanha dos brinquedos perdidos', 'O passeio de Maria', 'O índio e a borboleta' e a 'Cidade dos Badilus'.
Que delícia foi ler o Diário de Lirityl! Sabe que deu até vontade de escrever minhas aventuras, recordar tempos da infância.
Um livro maravilhoso para se trabalhar em sala de aula ou presentear uma criança!
Vou deixar aqui o site da querida Ale Dossena. Passa lá e deixe seu recadinho, tenho certeza que ela irá amar.  
                                                  http://www.aledossena.com.br/





2 comentários:

  1. Querida Nice! Ter amigos é sempre bom, mas ter amigos que nos apoiam e nos motivam é melhor ainda!! Como você mesma disse, são essas atitudes solidárias que nos dão a força para continuar. Já ganhei muitas postagens e ouvi várias crianças contando minhas histórias. Mas você foi a primeira pessoa adulta que detalhou o livro. Amei!!!! Obrigada de coração!

    ResponderExcluir
  2. Ale Dossena você é o meu 'xodó'!! Sempre que precisar estarei aqui. Como sempre digo, valorizar o escritor nacional é nosso dever!!!

    ResponderExcluir