terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Projeto "Tem Que Ler Mesmo?" África

Olá Caros Viajantes Literários!
Arrumei minha mochila e fui junto com Christian Jacq , para o Egito Antigo.
Galera que passeio maravilhoso, uma saga de tirar o fôlego.
Jacq , nos apresenta o faraó que reinou de 1279 a 1212 a.C., foi o  primeiro faraó da XIX dinastia do Império Novo , Ramsés!
São 05 livros que te levam a conhecer um pouco mais do Egito Antigo, seus costumes e pensamentos. Como toda boa história tem uma pitada de fantasia.

A sociedade egípcia era organizada em torno do faraó, ele era o Rei do Alto e do Baixo Egito, Senhor das “Duas Terras” e de todas as pessoas. 
Um dos filhos do Rei Sethi e da Rainha Touya, será escolhido para ser o sucessor de Sethi. Porém, nem sempre o  primogênito tem condições de receber este cargo.

O faraó é responsável pela justiça, a fiscalização das obras públicas, pelas funções religiosas,  e o comando do exército. Imaginem quantos desejavam este trono, este poder, quanta conspiração, para tirar a vida de Ramsés! 

Ramsés deixou o maior legado em termos de monumentos como: Abu Simbel, Pi-Ramsés, Ramesseum (templo funerário de Ramsés), Amon-Rá em Karnak. E muitas estátuas colossais. Para o povo, Ramsés era considerado, um rei magnífico, um grande conquistador, um pacificador. Em sua honra, realizavam-se inúmeros cultos. O faraó era considerado um deus vivo, filho de deuses e intermediário entre eles e o povo.

Em meio a tudo isto, Ramsés vai descobrindo a vida, os prazeres com Iset a Bela (sua paixão) e Nefertari (seu grande amor). O nascimento de seus filhos Kha, Merneptá e Meritamon, é de muita alegria para o Faraó. Apesar de Ramsés ser pai de muitos filhos, no livro se destacam esses três citados. E  além disso, houve também  o casamento forçado com uma princesa hitita.

Grandes batalhas estão por vir. O ambicioso Chenar irmão mais velho de Ramsés, passa o tempo todo conspirando contra seu irmão. A grande luta com os hititas (potência militar),o bruto e ardiloso hitita, Uri-Techup, é um de seus piores inimigos. O mago do mal Ofir, também está na lista dos que desejam acabar com o faraó e junto com ele, alguns familiares de Ramsés, em busca de restaurar a antiga religião, dedicada ao culto do deus único Aton, a muito tempo instituída pelo faraó Akhenaton.

Ramsés não está sozinho nesta jornada, seus companheiros o cão Vigilante e seu leão Matador, fazem peso ao grupo de amigos como Ameni, Setaou, Acha e Moisés. Serramanna, seu leal escudeiro. E o grande poeta Homero autor dos poemas épicos Ilíada e Odisseia.

"_ Um verdadeiro homem vai até o limite das suas forças, um rei passa além delas; ..."

"_"Seja um touro poderoso de eterna juventude, com coração firme e chifres afiados, e nenhum inimigo lhe poderá vencer",disse-me o meu pai. Você, Ramsés, saiu do ventre da sua mãe como um autentico touro e deve se transformar num sol radioso, que espalhará os seus raios para o bem do seu povo. Você se escondia na minha mão como uma estrela;hoje, abro os dedos. Brilhe ou desapareça." pg.11

"_ O Faraó é a imagem do criador que se criou a ele próprio
... Realize atos benéficos para os deuses, Ramsés, seja o pastor do seu povo, dê a vida aos seres humanos, grandes e pequenos, mantenha-se vigilante tanto de noite como de dia, procure toda a ocasião para agir com utilidade." pg 385


"_ A árvore é a essência, o dom total - afirmou o jardineiro.- Viva, oferece sombra, flores e frutos; morta, a sua madeira. Graças a ela, comemos, construímos e saboreamos momentos de felicidade... Sonho com um país de árvores, em que os únicos habitantes seriam os pássaros e os ressuscitados."pg 91

"Um imenso pássaro azul, parecido com uma garça-real, voejava por sobre a cidade." ..."A fênix" ..."Dizia a lenda que ela regressava do Além para anunciar um reinado radioso e o despertar de uma nova era." pg. 208

"Como esta terra é bela, Nefertari! Ao percorrê-la compreendi que era um milagre do céu, a filha da água e do Sol. Nela se aliam a força de Hórus e a beleza de Hathor. Cada segundo da nossa vida lhe deve ser oferecido; você e eu não nascemos para governá-la, e sim para servi-la." pg. 214


"A guerra é a vergonha da humanidade, e a prova de que esta é uma raça regenerada, manipulada por forças invisíveis. Cada verso da Ilíada é um exorcismo destinado a extirpar a violência do coração dos homens, mas a minha magia parece-me por vezes bem irrisória." pg. 38    (Ramsés e Homero conversando) 

"...os jardineiros regavam as árvores jovens, às quais dirigiam palavras ternas; todos sabiam que as plantas apreciavam essas mensagens, assim como a água as alimentava." pg.212

"Um raio de luz envolveu o faraó, tornando o seu corpo refulgente como ouro iluminado pelo sol. Ramsés filho de Ra, adquiriu a força do astro do dia e lançou-se sobre a massa inimiga, estupefada." pg. 329





"O jovem Kha copiava um texto célebre, que gerações de escribas haviam copiado e recopiado antes dele:

Como herdeiros, os escribas que atingiram o conhecimento dispõem dos livros de sabedoria. O seu filho bem-amado dispõe da tabuazinha para escrever. Os seus livros são as suas pirâmides, os pincéis os seus filhos e a pedra coberta de hieróglifos a sua esposa. Os monumentos desaparecem, a areia recobre as estelas, os túmulos são esquecidos, mas o nome dos escribas que viveram a sabedoria perdura por causa do esplendor das suas obras. Seja escriba e grave este pensamento no seu coração: um livro é mais útil que um muro mais sólido. Vai lhe servir de templo, mesmo depois de ter perecido; pelo livro, o seu nome sobreviverá na boca dos homens, será mais sólido do que uma casa bem construída." pg 65


"_ Pois eu não me curvo! Não há de ser o Imperador do Hatti que irá as decisões ao faraó do Egito. Não somos um povo bárbaro que trata as mulheres como criaturas inferiores. Que senhor das Duas Terras ousou jamais repudiar a sua grande esposa real, que participa da existência do Faraó?E é logo a mim, Ramsés, que um guerreiro da Anatólia ousa pedir para violar a lei dos nossos antepassados!" pg 45

"...Ramsés sabia que o que permanecia imóvel avançava para a morte; assemelhava-se também a um músico capaz de tocar diversos instrumentos e de criar constantemente novas melodias com as mesmas notas de eternidade. Ramsés não fizera da potência que lhe fora legada pelos deuses um poder sobre os homens, mas sim um dever de retidão; e era essa fidelidade a Maât que não permitia que um Faraó do Egito se tornasse um tirano." pg 85


Até breve com mais uma viagem literária!

                                        Participe você também desta viagem! Veja aqui!



2 comentários:

  1. Que resenha maravilhosa! Eu quero muito ler essa série. Impressionante como a história do Egito é riquíssima em detalhes. Adorei ler cada palavra. Quero mais resenhas de livros do Egito!!! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ale Dossena!!!! O Egito é maravilhoso, já tenho mais alguns livros deste tema, em breve vem mais resenha, (rs). bjs! Paz e Bem!

      Excluir