domingo, 27 de janeiro de 2019

# 10 Presente Literário

Euclides da Cunha (1866-1909) foi professor, jornalista e escritor. Enviado como correspondente pelo jornal "O Estado de São Paulo" ao sertão da Bahia, para cobrir a guerra no município de Canudos, do qual escreveu sua grande obra 'Os Sertões'. Eleito em 21 de setembro de 1903 para a cadeira nº 7 da Academia Brasileira de Letras.

Escreveu “Os Sertões”, obra que publicou em 1902 e que o consagraria no panorama cultural brasileiro. Uma obra prima que constitui uma narrativa com estilo literário, histórico e científico.

Estas são as obras do autor:

Os sertões, 1902.

Relatório da Comissão Mista Brasileiro-peruana do Alto Purus, 1906.

Castro Alves e seu tempo,1907.

Peru versus Bolívia, 1907.

Contrastes e confrontos, 1907.

À margem da história, 1909.

Saiba mais sobre Euclides da Cunha -  http://www.euclidesdacunha.org.br/

sábado, 26 de janeiro de 2019

O Nome da Rosa

Oi pessoal, tudo bem?


Sem dúvida é um clássico que todos deveriam ler. Por conta do tipo de linguagem, pode ser uma leitura demorada ou cansativa, mas fazendo uma boa análise e refletindo sobre as questões apresentadas, verão que vale a pena. 

Umberto Eco é o primoroso autor deste livro de 1980, que já foi adaptado para os cinemas. Sabem como é, adaptações são adaptações, nada melhor que o livro. 

A trama se passa na Idade Média, tempo em que a inquisição reinava e tantas contradições aconteciam. Um tempo em que a Igreja Católica tinha grande poder e não aproximava os leigos da forma como é hoje, em que a maioria entende os ritos, a liturgia, entre diversos temas que são abertos a todos. Também aborda temas como as heresias, a pobreza dos franciscanos etc. 

Guilherme de Baskerville é o monge, ex-inquisidor, que vai para a Abadia discutir assuntos referentes ao modo de vida dos monges franciscanos, se devem ou não possuir riquezas, por exemplo. Mas neste meio tempo, acontecem mortes misteriosas que o fazem investigar a fundo o que está por trás de tudo isso. Quem narra toda a história é Adso de Melk, um jovem “aprendiz” que acompanha Guilherme nesta grande viagem. 

A Abadia em que se encontram possui a maior biblioteca que se pode imaginar. Muitos monges passam seus dias copiando manuscritos para enviar a outras bibliotecas ou copiando livros para fazer parte de seu próprio acervo. Diferente de hoje, o bibliotecário era o único a ter acesso aos livros, pois ali encontravam-se obras sagradas, mas também profanas, que deveriam ficar longe dos olhos menos preparados. 

Muitos monges são citados na história, cada um com algo de misterioso e diferente. Um deles, o venerável Jorge de Burgos, odeia o riso e tudo que pode provocá-lo. Proíbe expressamente que os monges riam, pois isso não era algo de Deus. 

Dentro de todo o mistério envolvendo essas mortes, o final é surpreendente. Como já ouvi falar uma vez, passando as 100 primeiras páginas tudo fica melhor. A maneira como Eco escreve, nos leva realmente para aquela época. 

Um livro excelente! Que vocês, caros leitores, possam se deliciar nesta aventura...
By Ale Veras

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

A série Vaga-Lume


Olá pessoal, tudo bem?

Hoje vamos falar de uma coleção que marcou gerações: a série Vaga-lume! Siim, esta mesmo que você está pensando!! Acredito que a maioria já deve ter lido ao menos um livro desta maravilhosa coleção!

Imagem: Homo Literatus
Segundo algumas leituras pela internet (lá embaixo colocarei alguns links que utilizei como referência), a coleção foi lançada pela Editora Ática, na década de 70. Muitos pessoas foram convidadas para escrever histórias infanto-juvenis, alguns, inclusive, nunca haviam escrito para este público. E deu muito certo, não é mesmo?

Em 2013, a coleção comemorou 41 anos! Você sabia disso?

Alguns anos atrás, ouvimos dizer que não seriam mais publicados os livros da série. Contudo, dando uma lida por aí, em 2015 saiu uma notícia de que a Editora Ática relançaria os 10 mais vendidos, com uma nova capa. Não encontrei uma notícia oficial sobre estas duas informações, mas caso você saiba de algo e quiser compartilhar nos comentários, fique à vontade.

Também ao longo das pesquisas, encontrei algumas curiosidades:

- a obra “A Ilha Perdida”, de Maria José Dupré, pode ter vendido em torno de 2,2 milhões de exemplares, mas essa informação não é confirmada pela editora;

- “O Escaravelho do Diabo” foi primeiro lançado no folhetim “O Cruzeiro”, em 1956;

- dizem que o grande sucesso da série se deu pelo seu preço acessível, pois as tiragens eram bem grandes, o que favorecia as escolas a adotarem as obras.

Abaixo seguem os 10 títulos mais populares (segundo o site Homo Literatus):

A aldeia sagrada, de Francisco Marins
Os barcos de papel, de José Maviel Monteiro
Tonico, de José Rezende Filho
O feijão e o sonho, de Orígenes Lessa
Spharion, de Lúcia Machado de Almeida
A ilha perdida, de Maria José Dupré
O escaravelho do diabo, de Lucia Machado de Almeida
A turma da Rua Quinze, de Marçal Aquino
Deu a louca no tempo, de Marcelo Duarte
Açúcar amargo, de Luiz Puntel


E você, já leu algum título desta coleção?

Os meus preferidos são: Vencer ou Vencer, Sozinha no Mundo... sei que li outros, mas estes ficaram mais gravados na memória...




No Projeto "Tem que ler mesmo?" lançamos como desafio do primeiro semestre ler as obras desta coleção! Se quiser saber como participar, é só clicar aqui





Nestes links, constam as informações acima expostas. Neles, você pode conferir, ainda, a lista de todos os títulos da coleção!


quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Belgravia #2/198

Olá Caros Viajantes!
O segundo sorteio do Projeto Volta ao Mundo foi para fazer uma viagem ao Reino Unido. Arrumei minha mala e fui à Londres de 1840.

A alta sociedade se reunia para um luxuoso baile, bem as vésperas da Batalha de Waterloo. Muitos destes jovens não teriam outra oportunidade de estar num baile assim, com seus amigos, seus amores e com a família.
Nesta mesma data, ninguém desconfiaria do envolvimento do filho da Condessa de Brockenhurst com a filha do Sr. James Trenchard, este depositava todas as fichas em sua filha, já que ele desejava a ascensão social e o reconhecimento e pertencer aos círculos nobres.

Vinte e cinco anos depois, as consequências daquela noite, levará as famílias de  Sr. James Trenchard e da Condessa de Brockenhurst para um abismo de sentimentos, mentiras, meias verdades e a descoberta que mudará a vida de todos.

Belgravia seria a demonstração da sociedade da época, o luxo, a ganância e o desprezo com as classes emergentes. Os personagens deixam claro tanto em posses e em sentimentos quem é rico ou pobre. Acreditem, as aparências enganam! Os personagens femininos são destaque na obra, todas as mulheres ali descritas nos remete a coragem, determinação, elas fazem a história crescer.

O escritor Julian Fellowes nos apresenta um cenário rico em detalhes, sempre nos remetendo a sua grande obra "Downton Abbey", por vezes achei que apareceria algum personagem desta obra. 

Foi uma leitura tranquila, com sua história clichê, mas pra mim não foi algo pra dizer que amei. Esperava mais. 

Acredito que há leituras mais impactantes, assim que encontrá-las voltarei ao Reino Unido!

E vocês, já leram Belgravia? O que acharam?

By Nice Sestari

sábado, 19 de janeiro de 2019

Cinzas do Norte #1/27

Olá Caros Viajantes!!!
Esta minha viagem já fiz há algum tempo, mas a vida foi passando e acabei esquecendo de postar minhas impressões. Vamos corrigir tamanho esquecimento!
Este foi o primeiro sorteio do Projeto Lendo Brasil .
Até o momento não havia lido nada do Milton Hatoum. Vou deixar aqui o site que fala com mais detalhes do autor e suas obras. Vale a visita!


A história de "Cinzas do Norte" se passa na Manaus de 1950/60, uma história conturbada e de uma amizade fortalecida pelo tempo. 

O laços que unem Olavo, conhecido por Lavo o órfão, narrador desta história e seu amigo Raimundo, conhecido por Mundo, de família rica. Não é só de amizade, mas de segredos, decepções, de relações conflituosas, mentiras e de problemas domésticos extremos.

Trajano e Alícia, pais de Mundo, tem uma visão bem diferente do que querem para o futuro de seu filho. Trajano, dono de  um império, quer o filho como seu sucessor, já a mãe, que guarda segredos em seu coração, vai apoiando o filho como pode.

Mundo não deseja nada que o pai oferece, o enfrenta e compra uma briga sem precedentes, já que ele é mais ligado a vida artística. Lavo também não tem uma vida fácil, com muito esforço se torna advogado, mas não se liberta das amarras da cidade natal, dos conflitos e mistérios da sua família.

Há segredos por toda parte, o triangulo amoroso entre Trajano-Alícia-Ranulfo, completa e instiga o leitor a querer ver todas as peças deste quebra-cabeça formado. As cartas que Ranulfo escreve a Mundo, vão dando um tom a mais, e nem percebemos que vamos ao passado e presente.

A cidade é um personagem muito forte em todo contexto da história, com sua construção e desconstrução, a qual leva outros personagens a criarem pequenas e fortes histórias. 

Temos o tio Ram, muito  simpático, o famoso malandro, vivendo com seu conflito amoroso. Já a Tia Ramira tem um ódio mortal de Alícia e guarda seu amor por Jano. Ram e Ramira são tios de Lavo. Nenhum personagem passa desapercebido, deixa lá sua marquinha, assim como Fogo, o cachorro da família Mattoso.

É uma leitura fluída e tensa,  repleta de conflitos familiares, com maestria o autor vai envolvendo o leitor, em dolorosos sentimentos e descobertas. Tudo vai clareando lá no finalzinho da história e, quando termina, temos certeza que esta obra será relida daqui uns anos.
By Nice Sestari

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

O Império Otomano #1/198

Olá Caros Viajantes!

Para o Projeto Volta ao Mundo, foi sorteado uma viagem à Kosovo! Como foi difícil achar um livro que falasse deste país.
Escolhi O Império Otomano - Das origens ao século XX, escrito por Donald Quataert.


Como eu disse foi difícil achar um livro e continua sendo, o livro que escolhi na verdade cita  Kosovo, mas não entra em detalhes sobre o país. O livro é mais focado no Império Otomano.

A leitura para Kosovo, deixarei em aberto. Assim que encontrar um livro mais detalhado do país, comento com vocês.

Já a leitura  que fiz, foi tão proveitosa que não tinha como não comentar. Nossa, esse livro foi uma descoberta, nunca tinha ouvido falar dos Otomanos, de suas conquistas, cultura e derrotas. Foi uma lição de história pra mim. 

O Império Otomano foi uma potência por séculos e séculos, cada capítulo nos é apresentado personagens reais, seus costumes, jogo político, a sociedade da época, a economia e seu declínio depois da Primeira Guerra Mundial.

Os Otomanos tomaram as cidades de Meca e Medina (1517), importantes e sagradas para eles. Após essas conquistas, o soberano se torna líder do islamismo.



Um detalhe que me chamou a atenção foi a tolerância que eles tinham em relação à tradição religiosa do povo dominado.


Gostei que há vários mapas e fotos, que vão nos dando, sem perceber, mais intimidade com o texto. Não é um romance e sim um livro histórico, muito rico em detalhes.

Quando conhecemos um pouco da história de um povo, podemos admirá-lo ou não, mas entender o passado nos dá uma abertura maior de compreensão para o nosso presente.

Desejo ler mais sobre este povo! Foi uma viagem maravilhosa!
By Nice Sestari





quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

O oceano no fim do caminho

Olá Caros Viajantes!

Fiz uma viagem bem interessante, não conhecia o autor Neil Gaiman e arrisquei.

Já de início o que chama atenção é o protagonista. Em momento algum é citado seu nome. 

Então, penso com meus botões, o autor, deixa a sugestão que poderia ser o próprio leitor?

Nosso misterioso protagonista tem 40 anos e, por causa de um funeral, teve que voltar a sua cidade natal, assim, relembrando sua inesquecível infância.

Ao ver alguns lugares que marcaram esta época, ele percebe que está de frente com um lago (ou seria um oceano?). E neste lugar, ele nos leva junto para uma aventura, destas que só um menino de 7 anos sabe bem contar.

“Pegue na minha mão e não solte por nada”, assim fui convidada e mergulhei nesta aventura. 

A forma como o autor lida com os sentimentos do personagem na vida real, chega a nos fazer sentir que também ele nos conhece, quando ele mostra o menino com aqueles medinhos que todos nós passamos quando criança, a coragem que vem não se sabe de onde, o amor pelos animais, a solidão e, uma coisa que me identifico, o gosto pela leitura, tem algo de familiar. E sabe né, cabeça de criança é fértil.

A mãe do nosso garoto tem uma coleção de livros, dos quais ele mistura com suas aventuras solitárias. Quer dizer, quase. Depois de uma morte, ele acaba por conhecer Lettie Hempstock, uma garota estranha, sua mãe e avó misteriosa. Daí que começa uma misteriosa história recheada de fantasia e amizade.

Neil Gaiman usa de muitas alegorias, conflitos familiares, mitos, livros... Gente, é uma mistura de tudo e mais um pouco. Há pontos indecifráveis, recheados de ternura e medo.

O livro deixa várias coisas em aberto, assim como o nome do protagonista, o final e alguns pontos da história. Seria, talvez, para nós, meros leitores, preenchermos esta lacuna, como “contadores” desta  aventura?

Ah! Ia me esquecendo, a governanta Ursula Monkton, bonita e misteriosa, desejo que você não há conheça.

"Livros eram mais confiáveis que pessoas..." pg 15

"Adultos seguem caminhos, crianças exploram." pg 49

"... Fui para outro lugar em minha cabeça, para dentro de um livro. Era para onde eu ia sempre que a vida real ficava difícil  ou muito inflexível." pg 51

Boa leitura, se os pássaros vorazes permitirem e até a próxima!
 By Nice Sestari

sábado, 12 de janeiro de 2019

Novelas Inacabadas


Jane Austen - Novelas Inacabadas - Os Watsons / Sanditon
Uma vez Jane sempre Jane! O que dizer... pena não ser uma obra completa.

 
Os Watsons, foi escrito por volta de 1803 /1805  em Bath. A heroína é Emma Watson, a caçula da família de seis irmãos. Ela morou um longo tempo com uma tia rica,  tem modos refinados , educada, bonita e se surpreende com a maneira como as irmãs se comportam, principalmente quando o alvo é um homem para chamar de seu. E sendo pobres, imaginem a vontade de se casar.

Tudo acontece com um grande baile, ali nossa protagonista conhece com que tipo de gente está lidando. Emma não passa em branco no salão, se comporta muito bem, muitos curiosos querendo saber quem é a moça.  Emma e Charles foram o casal mais notado de todo o baile. E como toda festa que se preze, tem assunto por longos e longos dias.

"[...] Emma sentia-se em paz longe das terríveis mortificações de uma companhia que lhe era desagradável e da discórdia da família, além da momentânea necessidade de suportar uma prosperidade insensível, uma presunção vulgar e uma estupidez obstinada, inculcadas num temperamento deplorável." 

"Emma tornara-se uma pessoa sem importância para todos, um peso para aqueles com cujo afeto não podia contar, um ser a mais numa casa já por si só superlotada, em meio de mentes inferiores ... bem como de pouca esperança de algum futuro amparo."

Sanditon, ficou inacabado porque Jane Austen veio a falecer (1817). Com uma mistura de divertimento e descrença na sociedade. Jane já percebendo as mudanças da sociedade vai descrevendo seus personagens com seu humor sarcástico.
A heroína da história, uma moça muito inteligente e observadora, é convidada pelo sr. Parker e sua esposa, para passar uns tempos no balneário de Sanditon. Ali, é apresentada a nova sociedade de consumo especulativo. Como não poderia faltar uma senhora de dar nos nervos, a tal Lady Denham e seu leite de jumenta, faz com  que nossa heroína Charlotte Heywood, perceba as falsas intenções desta senhora  manipuladora.
Os irmãos do sr. Parker são personagens divertidos, hipocondríacos e tolos em alguns momentos. 

"Não quero me exculpar pela vaidade de minha heroína. Se há jovens dessa idade no mundo que sejam mais surdas à imaginação ou menos ciosas de agradar, eu não as conheço e nem quero conhecê-las."

"O grande objetivo da vida de Sir Edward era ser sedutor. Com as qualidades pessoais que sabia possuir, e todos os talentos que a si mesmo atribuía, considerava a sedução um dever."

"Um pouco de  novidade faz bastante efeito numa cidade pequena."

Foi uma leitura muito gostosa, recomendo!

Veja também:Emma  
                          Orgulho e Preconceito
 By Nice Sestari

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Projeto Desencalha

Olá Caros Viajantes!

Minha culpa, minha tão grande culpa...
                                                              confesso ...
                                                                                 tenho vários livros parados na estante!

Quem não tem? Que atire o primeiro livro!   Brincadeira!
arquivo pessoal
Para nossa alegria,  Ale Dossena do Portão Literário, está com um Projeto muito legal.

Este Projeto é super simples e vai nos ajudar a desencalhar aqueles livros parados na estante.


                                                    Projeto Desencalha 2019

Arquivo pessoal

Escolha 12 livros que você esqueceu há tempos na estante.

Faça uma listinha com o nome de cada um desses livros e sorteie mês a mês, qual será o felizardo a desencalhar.
Viu?! Não falei que era simples! 
Quer saber mais detalhes e as novidades que Ale Dossena tem pra esse ano? Veja aqui

Vou deixar a minha listinha de livros dos encalhados e dizer qual será o sortudo da vez!
Ah! Antes que me esqueça, vou fazer o sorteio bimestral. Como tenho outros Projetos em andamento, assim consigo fazer uma leitura prazerosa e ver os livros da minha estante circulando.

12 Livros para o Projeto Desencalha:

1 -A ESPERA DE UM MILAGRE – STEPHEN KING

2 - O CAÇADOR DE PIPAS – KHALED HOSSEINI

3 -PONTE DE OUTONO – TAKASHI MATSUOKA

4 - A SEXTA MULHER – SUZANNAH DUNN

5 - A CASA DE CHÁ- ELLIS AVERY  Leitura cancelada

6 - O HOMEM QUE SE TORNOU DEUS – GERALD MESSADIÉ

7 - UMA SOMBRA NA PAREDE – JOSUÉ MONTELLO   Veja aqui

8 - A CONFERENCIA DOS PÁSSAROS – FARID UD-DIN ATTAR

9 - O PUNHO DE DEUS - FREDERICK fORSYTH

10 - O SENHOR DAS MOSCAS – WILLIAN GOLDING

11 –  A PRINCESA DE CLÉVIS - MADAME DE LA FAYETTE - Leitura em andamento

12 – SIDARTA – HERMANN HESSE


O primeiro livro a desencalhar !


Boas Leituras!!!!
By Nice Sestari

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Feliz Dia!


Vamos Viajar! - Projeto "Tem Que Ler Mesmo?" 2019

Prezados viajantes literários!

Há quatro anos, o Projeto “Tem que ler mesmo?”, tem o prazer de organizar uma série de viagens literárias. Vamos conhecer novos autores, estilos literários, fazer com que os livros parados na estante sejam lidos, visitar a Biblioteca e muito mais.

Nossa viagem será de Janeiro a Dezembro, escolha sua melhor poltrona, prepare seu “Diário de Bordo” (planner/caderno de anotações), defina o destino e embarque na plataforma literária que mais agradar.

Recomendamos que não utilizem as saídas de emergência durante esta viagem. Caso haja desânimo, ressaca literária ou qualquer imprevisto mantenha a calma e determinação. Persevere.

Independente do gosto literário, respeito e bom senso é vital para uma viagem prazerosa. Participe com dicas de livros e incentivo para com todos.

Teremos muitas escalas durante o trajeto, haverá novos passageiros entrando, conte sempre com nosso atendimento de bordo e com a ajuda dos demais passageiros.

Atenção! Aos passageiros que portarem livros de 2018 na bagagem: não se preocupe, leia com tranqüilidade! Toda viagem/leitura deve ser concluída no seu tempo.

Contamos com vocês para fazer o Projeto acontecer! Desejamos a todos Boa Viagem/Leitura!

Informações sobre as viagens!

O leitor/passageiro poderá escolher uma ou mais formas de viagem.

O participante lerá 1 livro ou mais e escolherá qual tipo de viagem literária gostaria de fazer. Há 5 modalidades de viagem: Aguardando Embarque, Bondinho, Submarino,Avião e Pedalinho.

Cada modalidade terá um tema específico, você escolhe qual mais te agrada.

Aguardando Embarque: - Você escolhe o tema e destino - Objetivo: Ler o livro que está a fim no momento.

Bondinho: Livros de Países Lusófonos, ou seja, que falam/compartilham a Língua Portuguesa. *Países como Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe  Timor Leste, Macau e Goa.( Este dois últimos são estados da Índia – o português é falado por uma restrita parcela da população). – Objetivo: Apreciar mais a nossa língua mãe e conhecer novas culturas, autores e autoras.

Avião: Tema e destino específico (Continente) - Objetivo: Estimular o leitor a sair da sua zona de conforto. Conhecer novos autores, autoras e lugares.

Submarino:  Leitura de Calhamaços/ Duos/ Trilogias/ Sagas – Este tipo de  leitura, que requer mais tempo ,   será trimestral -  Objetivo: : Encorajar o leitor a sair da zona de conforto, porém você escolhe o tema e o  destino (Continente).

Pedalinho: poesias, contos, crônicas,  literatura de Cordel, mangás, ensaios, fábulas, paródias e H.Qs - Objetivo: Instigar o prazer de ler textos variados e diferentes autores.
Este ano de 2019 teremos desafios mensal e semestral.

Desafio Semestral  
Primeiro semestre: Ler as obras ou algumas obras da Série Vaga-Lume.
“A Série Vaga-Lume é uma coleção de livros lançada pela Editora Ática - janeiro de 1973. As obras são principalmente voltadas para um público infantojuvenil, autores conhecidos por obras de outros gêneros e públicos foram convidados a participar.”

Uma série que embalou e embala gerações!

Algumas Obras desta série – Éramos Seis, A Ilha Perdida, O Escaravelho do Diabo, O feijão e o sonho e muito mais.


Segundo semestre:  Ler várias obras de um mesmo autor ou autora de sua preferência .

Desafio mensal  Será postado o desafio no mês vigente.

Como viajar nesta aventura:

a) Você pode participar do Projeto no Facebook, aqui; ou participe conosco pelo blog;

b) Verifique o roteiro;

c) Escolha a forma de viajar (nada o impede de escolher mais de uma modalidade);

d) Dentro da modalidade escolha o autor/autora ou a história que tenha a ver com a plataforma escolhida;

e) Ao final da leitura compartilhe conosco, contando sua aventura no grupo do Facebook (SEM SPOILER!). Não se esqueça de colocar a hashtag #ProjetoTemQueLerMesmo, deixe mensagem aqui no blog ou o link do seu blog, para que possamos visitá-lo.
Arquivo pessoal
Plataforma Literária:

Janeiro
Aguardando Embarque: Leitura Livre – Tema e Destino: você escolhe
Bondinho: Tema: Romance – Destino: Países Lusófonos
Avião: Tema: Primeira obra de uma autora – Destino: Continente Africano ou América do Sul
Submarino: Ler um livro com mais de 500 páginas.(O famoso calhamaço) – 
Tema e Destino: você escolhe (Esta categoria é trimestral)
Pedalinho: Tema: Fábula – Destino: você escolhe

Fevereiro
Aguardando Embarque: Leitura Livre – Tema e Destino: você escolhe
Bondinho: Tema: Clássico – Destino: Países Lusófonos
Avião: Tema: Romance Psicológico ou Romance Histórico – Destino: Livre
Pedalinho: Tema: Literatura de Cordel – Destino: você escolhe

Março
Aguardando Embarque: Leitura Livre – Tema e Destino: você escolhe
Bondinho: Tema: Drama – Destino: Países Lusófonos
Avião: Tema: Romance de Época – Destino: Oceania ou América do Norte
Pedalinho: Tema: Poesia – Destino: você escolhe

Abril
Aguardando Embarque: Leitura Livre – Tema e Destino: você escolhe
Bondinho: Tema: Luta pelo Poder – Destino: Países Lusófonos
Avião Tema: Romance Policial ou Jornalismo Investigativo – Destino: Livre
Submarino: Saga  ou Duo  – Tema e Destino: você escolhe (Esta categoria é trimestral)
Pedalinho: Tema: Ensaio – Destino: você escolhe

Maio
Aguardando Embarque: Leitura Livre – Tema e Destino: você escolhe
Bondinho: Tema: Desigualdade – Destino: Países Lusófonos
Avião Tema: Biografia ou Autobiografia – Destino: Livre
Pedalinho: Tema: Contos – Destino: você escolhe

Junho
Aguardando Embarque: Leitura Livre – Tema e Destino: você escolhe
Bondinho: Tema: Conflito familiar – Destino: Países Lusófonos
Avião Tema: Mitologia Oriental – Destino: Continente Asiático
Pedalinho: Tema: Mangá – Destino: você escolhe

Julho
Aguardando Embarque: Leitura Livre – Tema e Destino: você escolhe
Bondinho: Tema: Personagem religioso – Destino: Países Lusófonos
Avião Tema: Clássico ou Releitura – Destino: Livre
Submarino: Tema: Saga – Destino:  você escolhe (Esta categoria é trimestral)
Pedalinho: Tema: Crônicas – Destino: você escolhe

Agosto
Aguardando Embarque: Leitura Livre – Tema e Destino: você escolhe
Bondinho: Tema: Escrito por uma autora – Destino: Países Lusófonos
Avião Tema: Escravidão Moderna ou Antiga – Destino: Livre
 Pedalinho: Tema: Paródia – Destino: você escolhe

Setembro
Aguardando Embarque: Leitura Livre – Tema e Destino: você escolhe
Bondinho: Tema: Reinado – Destino: Países Lusófonos
Avião Tema: Literatura  Cyberpunk ou  Steampunk– Destino:  Livre
Pedalinho: Tema: Literatura de Cordel – Destino: você escolhe

Outubro
Aguardando Embarque: Leitura Livre – Tema e Destino: você escolhe
Bondinho: Tema: Suspense – Destino: Países Lusófonos
Avião Tema: Clássico InfantoJuvenil – Destino: Europa ou América do Sul
Submarino: Tema: Trilogia/Calhamaço – Destino:você escolhe (Esta categoria é trimestral)
Pedalinho: Tema: Fábulas – Destino: você escolhe

Novembro
Aguardando Embarque: Leitura Livre – Tema e Destino: você escolhe
Bondinho: Tema: Conflitos ou Guerra – Destino: Países Lusófonos
Avião Tema: Autora que você nunca leu – Destino: Ásia ou África
Pedalinho: Tema: HQ/ Gibi – Destino: você escolhe

Dezembro
Aguardando Embarque: Leitura Livre – Tema e Destino: você escolhe
Bondinho: Tema: Amizade – Destino: Países Lusófonos
Avião: Tema: Romance Filosófico – Destino: Europa ou América do Norte
Pedalinho: Tema: Folhetim ou Contos de Natal – Destino: você escolhe

By Ale Veras e Nice Sestari


domingo, 6 de janeiro de 2019

Desafio Viaggiando

Olá Caros Viajantes!

 A Camila Navarro fez para este ano o Desafio Literário "Viaggiando"! O legal que já dá um incentivo a mais para o Projeto A volta ao mundo em 198 livros e Lendo o Brasil.

Vamos ao desafio! 

Ela nos dá 10 categorias para seguir, o critério é que cada livro seja de um país diferente. No meu caso, não vou ler na ordem que estão, mas vou viajar muito! 

Super fácil, não é mesmo?    Veja aqui o vídeo que ela explica tudinho.

Categorias: 1. Um livro censurado em seu país de origem Veja Aqui nossas impressões
Brasil
2. Um livro que retrate uma religião não-cristã
Índia

3. Um livro sobre ditadura
Somália
4. Um livro que retrate a situação das mulheres Veja Aqui! Nossas impressões
Arábia Saudita
5. Um livro que retrate a vida de imigrantes
Coreia/México
6. Um livro sobre uma guerra fora da Europa
Myanmar ou Birmânia
7. Um livro sobre genocídio Leitura concluída, nossas impressões em breve
Ruanda
8. Um livro sobre colonialismo Leitura em Andamento
Moçambique
9. Um livro sobre escravidão
Africa/Estados Unidos
10. Um livro sobre um conflito ainda vigente
Iraque/Síria

Boas leituras!!!!

Obs: Na categoria 2, fiquei na dúvida sobre o livro, caso veja que não atende ao requisito, pesquiso outro livro. Assim também para os outros que não fluir a leitura.
By Nice Sestari