segunda-feira, 11 de março de 2019

Uma Sombra na Parede


Olá Viajantes!

O primeiro que desencalhou do Projeto Desencalha - saiba mais aqui - foi o livro de Josué Montello, "Uma Sombra na Parede".

Este livro "revela o domínio que o autor tem em abordar o inconsciente do universo feminino".
                                       
Bem estruturado e de forma simples, o autor vai nos levando pelas mãos de Ariana aos conflitos de sentimentos e à maneira de certas atitudes, faz descobrir que nem sempre o que queremos está realmente em nossas mãos.

Não temos domínio pelo outro e nem de seus sentimentos. Ariana vai criando um turbilhão de emoções, muitas vezes, não tão claras nem pra ela e nem para os que convivem com ela. Malu tem uma participação fundamental para a descoberta das angústias de Ariana. 

Com pano de fundo São Luís do Maranhão, repleta de tradições e convenções, Ariana se envolve com a presença da morte, com o desprezo, as fofocas, casamentos desfeitos e olhares desconfiados. Porém, ela desperta paixão e desejos de ambos os sexos, a amizade fraternal e o carinho gratuito de pessoas simples.

Ariana busca seu lugar na vida, na sociedade, até mesmo no espaço de seu lar. Todas as respostas estavam ali claras em seu coração, só que na mistura densa da nuvem de medo, desejo proibido e de pessoas significativas ao seu convívio. 

"Na verdade - reconhecia agora Ariana, sentindo a noite crescer em derredor - viera até ali em busca de si mesma, como se aquela paz, aquelas vozes, aquele cheiro de terra úmida, a que se misturara o aroma da latada do jasmineiro sobre os paus da cerca, na divisa do terreno, lhe restituíssem alguma coisa que não saberia precisar e definir e que participava de sua própria condição, naquela hora, naquelas circunstâncias." pg 91

O personagem Marcelo foi o que mais claramente definiu Ariana num tom tranquilo e cheio de ternura.

"...Eu estava na janela, recostado no balcão, quando vi uma sombra na parede. Uma sombra nítida, bem recortada, na parede branca..." pg 39

Boas leituras e até breve!
By Nice Sestari













Nenhum comentário:

Postar um comentário