segunda-feira, 7 de agosto de 2017

"A Biblioteca Invisível"

Oiiii pessoal, tudo bem?

Hoje, venho contar pra vocês um pouquinho do livro "A Biblioteca Invisível".

Imagem: Google
A autora, Genevieve Cogman, é britânica e escreve fantasia e RPG. "A Biblioteca Invisível" é o primeiro volume, escrito em 2015 (acreditem, só fiquei sabendo que tem mais livros porque resolvi escrever aqui para o blog...kkkkkkkk). Ao que parece, os outros 3 títulos ainda não tem tradução para o português.

Bem, a história deste livro se passa em uma realidade alternativa, onde existe uma biblioteca que ninguém sabe que realmente existe. Os bibliotecários deixam tudo para trás e vivem para este trabalho. 

Claro, como em todo ambiente corporativo, existem as intrigas. Na história não é diferente com a protagonista, Irene. Além de se preocupar com o que sua "rival" poderia estar querendo no mesmo caso que ela, Irene ainda precisa lidar com seu auxiliar, o jovem Kai. Ele também esconde um segredo, mas com o tempo tudo vai se clareando.

Neste mundo, os bibliotecários possuem um dom, o da Linguagem. Não é magia, mas é diferente de tudo o que os outros seres fantásticos realizam na história.

"A Linguagem sempre funcionava bem quando instruía coisas a serem o que naturalmente eram ou a fazerem o que naturalmente queriam" (p.16 )
Imagem: Google

Kai e Irene foram mandados a Londres, mas a Londres do passado. Lá o Caos está querendo tomar conta e eles precisam encontrar o original dos Irmãos Grimm. Obviamente, existem outros atrás do famoso exemplar. 

Posso dizer que aparecem vampiros, robôs, dragões, seres humanos... enfim, muita fantasia presente nesse livro.

Aqui, relacionei alguns trechos do livro que falam o que é essa Biblioteca Invisível:

"É comumente conhecida, entre as pessoas que já ouviram falar dela, como a Biblioteca Invisível, já que está escondida da maioria das pessoas. [...] somos agentes de uma biblioteca que existe entre os mundos alternativos. Nossa tarefa é recolher livros de todos esses mundos para a Biblioteca, a fim de preservá-los." (p.206)

"[...] todos nós ligados à Biblioteca somos pessoas que escolheram essa forma de vida porque amamos livros. Nenhum de nós queria salvar mundos." (p.208)

"Para salvar obras criadas. Com o tempo, se o alternativo original perdê-las, podemos devolver exemplares, para que não fiquem perdidos. E, enquanto isso, a Biblioteca existe e sobrevive." (p.209)

Confesso que demorei um pouco para entrar na história... mas para quem gosta de fantasia, é um universo bem bacana! Espero que os próximos sejam traduzidos e sejam bons!!

Parando para pensar um pouco, me fez lembrar a série "The Librarians". Eles viajam para outros lugares, encontram seres fantásticos e, apesar da biblioteca ser mais real, ninguém sabe que aqueles bibliotecários estão sempre "caçando" objetos místicos, salvando pessoas etc.

Espero ter deixando um "gostinho de quero mais" para vocês lerem este livro. Se você já leu, diga o que achou! Vamos ficar felizes com seu comentário!!

Por AleVeras