quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Outubro, mês das crianças de hoje e de ontem 2!


Olá pessoal!


Como dissemos, dedicaremos este mês às crianças! Sim, as crianças de 0 a 100 anos!!!
Hoje iremos falar, da escritora que muito intimamente fez morada em nossa casa. Com seus livros e poemas!

Cecília Meireles, uma das grandes escritoras da literatura brasileira. Nasceu no dia 7 de novembro de 1901, na cidade do Rio de Janeiro e seu nome completo era Cecília Benevides de Carvalho Meireles. Faleceu em sua cidade natal, no dia 9 de novembro de 1964. 



                                              


(...) 'Minha infância de menina sozinha deu-me duas coisas que parecem negativas, e foram sempre positivas para mim: silêncio e solidão. Essa foi sempre a área de minha vida. Área mágica, onde os caleidoscópios inventaram fabulosos mundos geométricos, onde os relógios revelaram o segredo do seu mecanismo, e as bonecas o jogo do seu olhar. Mais tarde foi nessa área que os livros se abriram, e deixaram sair suas realidades e seus sonhos, em combinação tão harmoniosa que até hoje não compreendo como se possa estabelecer uma separação entre esses dois tempos de vida, unidos como os fios de um pano.'


Órfã de pai e mãe, aos três anos de idade passa a ser criada pela avó materna, Jacinta Garcia Benevides. Fez o curso primário na Escola Estácio de Sá, onde recebeu das mãos de Olavo Bilac a medalha de ouro por ter concluído o curso com louvor e distinção. 
Formou-se professora, com apenas 18 anos de idade; foi poetisa, jornalista e pintora brasileira. Foi a primeira voz feminina de grande expressão na literatura brasileira, com mais de 50 obras publicadas. Tendo feito aos 9 anos sua primeira poesia, publicou seu primeiro livro “Espectro” em 1919, (vários poemas de caráter simbolista). Embora fosse o auge do Modernismo, a jovem poetisa foi fortemente influenciada pelo movimento literário simbolista.

Em 1922 casa-se com o artista plástico português Fernando Correia Dias, com quem teve três filhas. Viúva, casa-se pela segunda vez com o engenheiro Heitor Vinícius da Silva Grilo, falecido em 1972.

(...) 'Em toda a vida, nunca me esforcei por ganhar nem me espantei por perder. A noção ou o sentimento da transitoriedade de tudo é o fundamento mesmo da minha personalidade.'

Fundou, em 1934, a primeira biblioteca infantil no Rio de Janeiro. Em 1939 publicou "Viagem", livro que lhe deu o prêmio de poesia da Academia Brasileira de Letras.

Cecília Meireles lecionou Literatura e Cultura Brasileira na Universidade do Texas, em 1940. Profere em Lisboa e Coimbra, a conferência sobre Literatura Brasileira. Publica em Lisboa o ensaio "Batuque, Samba e Macumba", com ilustrações de sua autoria. Em 1942 torna-se sócia honorária do Real Gabinete Português de Leitura do Rio de Janeiro. Realiza várias viagens aos Estados Unidos, Europa, Ásia e África, fazendo conferências sobre Literatura Educação e Folclore.

Um ano após a sua morte, em 1965, foi homenageada com o Prêmio Machado de Assis pelo conjunto de sua obra, que ganhou reconhecimento da Academia Brasileira de Letras. Sua poesia simples e carregada de lirismo foi considerada uma das mais puras e belas manifestações da literatura contemporânea. A escritora deixou uma vasta obra, inclusive livros dedicados à literatura infantil.

O governo federal, por decreto, instituiu o ano de 2001 como "O Ano da Literatura Brasileira", em comemoração ao sesquicentenário de nascimento do escritor Silvio Romero e ao centenário de nascimento de Cecília Meireles, Murilo Mendes e José Lins do Rego.

Poemas de nossa querida Cecilia Meireles!







Cecília Meireles é homenageada pelo Banco Central, em 1989, com sua efígie na cédula de cem cruzados novos.
Fotos e textos tirados da internet.

4 comentários:

  1. Que máximo! E eu tomei a liberdade de indicar sua postagem lá no meu blog, porque hoje mostrei o exemplar autografado por ela que folheei na semana passada. Espero que não se importe.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ale Dossena, este espaço é um pedacinho seu, fique a vontade!!!! Bjs.

      Excluir
  2. Linda postagem! Adorei saber mais sobre essa grande mulher e escritora.
    bjs,

    ResponderExcluir
  3. Ela simplesmente foi maravilhosa. Obrigada pela visita Pati!!!!

    ResponderExcluir