quinta-feira, 30 de junho de 2016

O Pequeno Príncipe - A história do filme -


Este livro é tão singelo e doce, como o 'Pequeno Príncipe'.

A menina não tem nome, isso já nos convida a participar do livro na integra. Sim a personagem principal pode ser eu ,você e quem mais quiser!

Personagens como a mãe , o chefe, os examinadores, o empresário, são o nosso dia a dia, em que somos engolidos por nossas obrigações, vícios , comodismo e ambição .

"_ Este mundo se tornou adulto demais. As pessoas grandes acreditam ter compreendido o essencial, mas elas esqueceram tudo."
 
Tudo se torna cinza, sem graça, nos permitimos ser levados pela massa, por falsos ídolos, pela falta de tempo, a rotina e quem sabe, pela falta de esperança.

"_ O problema não é crescer, mas esquecer _ ..."
 
A criança sonhadora, acaba por ser engolida pela tristeza... pelos baobás!

Mas ali num cantinho dentro do coração, encontraremos o que é essencial. Vejo o aviador como nosso inconsciente, nos chamando, para encontrar a verdadeira felicidade.

"_ Cativar é algo quase sempre esquecido. Significa "criar laços"... Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro."
 
Este livro tão simples nos faz pensar, onde está a criança que fomos um dia, os sonhos impossíveis, o amor incondicional, a alegria ao lado dos amigos , o herói a desbravar o mundo?
No livro, a pequena garotinha, encontra-se com Sr.Príncipe já adulto, preso as suas obrigações e com medo do seu chefe. Mas , ela o faz relembrar o que tem de mais precioso, e mostra que o 'pequeno príncipe' ainda mora dentro dele. Lembrando o amor pela rosa e suas aventuras.
"Foi o tempo que perdeste com tua rosa que a fez tão importante."
 "_ Não era uma flor comum, era a minha rosa. E eu me lembro dela. Eu me lembro de tudo. Só se vê bem com o coração.

Assim floresce a amizade, a alegria, a esperança e principalmente retornamos a sonhar.

 Devemos nos permitir mais e encontrar a felicidade, convidar a criança que habita em nós, e nos permitir voar, e principalmente...
"_ Corremos o risco de chorar um pouco quando nos deixamos cativar..."
"_ Por favor...desenha-me um carneiro!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário