domingo, 1 de dezembro de 2019

Contos de Natal #1

Olá Caros Viajantes!

Dezembro chegou! Com ele comemoramos o Natal; tempo de renovar as esperanças, de acolher o Menino Jesus e sua família.

Vamos despertar a criança que temos em nós, olhar a nossa volta com mais simplicidade, com mais ternura e sonhar!

Teremos neste mês uma série de Contos de Natal, pequenas histórias para aquecer a alma e fazer com que nossos corações se encham de alegria.

Tempo de reflexão e de paz interior!


A História do Boi e do Jumento
autor desconhecido

Certo dia, um anjo, por ordem do Patrão, reuniu todos os animais para escolher dois que pudessem ajudar Maria e José na gruta de Belém.

O primeiro a chegar foi o Leão. "Somente um rei como eu pode servir o Rei do mundo", rugiu com grande arrogância. "Eu me colocarei na entrada da gruta e reduzirei a pedaços todos aqueles que tentarem se aproximar do Menino Jesus!".

"Você é muito violento",  respondeu o anjo e dispensou o leão.

Logo depois chegou a raposa. Esperta como sempre, disse: "Eu sou raposa velha. Deixe comigo. Para o Filho de Deus, todos os dias roubarei mel perfumado e leite fresco. E no almoço dos pais não vai faltar frango pra assar!".

"Toma vergonha na cara. Isso é desonesto. Pode ir embora", replicou o anjo.

O próximo foi o pavão que, como é seu costume, deu um verdadeiro show, mostrando sua belíssima plumagem: "Transformarei aquela gruta num grande palácio. Até o rei Salomão, que gostava de coisa chique, vai ficar com inveja", disse o pavão desfilando para cima e para baixo.

"Você é vaidoso demais", rebateu o anjo. "Não precisamos disso!".

Aos poucos passaram, um por um, todos os animais. Cada um apresentava suas qualidades, mas inutilmente. O anjo não conseguia encontrar um que desse certo para proteger e ajudar o Rei dos reis. Quando ia embora, viu dois animais que, de cabeça baixa, continuavam a trabalhar numa pequena fazenda perto da gruta de Belém. Eram um boi e um jumento.

O anjo os chamou e perguntou: " Por que vocês não apareceram?"
"Porque não temos nada para oferecer", respondeu o jumento. "Nós só possuímos humildade e paciência... e as pauladas que a gente leva nas costas!" Mas o boi, tomando a palavra, disse: "É verdade, não temos muito para oferecer, mas, de vez em quando, poderíamos afastar as moscas balançando nossos rabos..."

O anjo deu uma grande gargalhada e depois, olhando com ternura para os dois bichinhos, disse: "Vocês são os animais que estou procurando!"

Leia também A História do Presépio! e A Revista da Capa Dourada

Até breve!
Nice Sestari e Ale Veras

Nenhum comentário:

Postar um comentário