sexta-feira, 17 de maio de 2019

Machado de Assis - Conto #1

Olá Viajantes Machadianos!


Miss Dollar foi o primeiro conto que lemos para o Projeto Machado de Assis - saiba mais aqui. Esse, e outros contos, estão reunidos em 'Contos Fluminenses' (1870), primeira fase de Machado, o Romantismo, e foi escrito em forma de folhetim.

O autor já nos surpreende desde o título e vai com doses de ironia conversando conosco e nos envolvendo com a personagem da qual achamos ser a principal, Miss Dollar. 

A narrativa se passa no período imperial, nos dando uma ideia da sociedade da época, como seus costumes, qual a importância do casamento se por amor ou status e a questão de ser medido por seu caráter ou pelos bens que possui!


Com personagens imprevisíveis, alguns interesseiros, outros não, deixa muito claro suas intenções, com seus temores e todos com a intenção de serem felizes a sua maneira.

Miss Dollar é cativante, amiga e se torna o cupido para Mendonça e Margarida.

Mendonça um jovem médico, amante de cachorros, tem um caráter nobre, porém um tanto excêntrico, se apaixona de verdade por Margarida.

Margarida uma jovem viúva, um tanto cética, que sofreu nas mãos do seu  falecido marido interesseiro. Sobrinha de Dona Antonia, elas moravam juntas.

Jorge é filho de Dona Antonia, um rapaz simples e amigo de Andrade, que por sua vez é também amigo de Mendonça. Andrade já havia tentado conquistar Margarida, mas não conseguiu e tenta sutilmente desencorajar o amigo Mendonça de conquistá-la.

Assim dizia Mendonça a respeito de Margarida: "Tinha os olhos verdes, duas esmeraldas nadando em leite". Logo nos remeteu a Capitu, com seus olhos de ressaca, do livro Dom Casmurro.

Corre na boca miúda que este conto já foi uma inspiração para a obra acima. Vai saber, né?!

Não colocamos spoiler para que vocês fiquem com vontade de ler este conto maravilhoso.

Este conto e a obra completa  vocês encontram aqui!

Nosso próximo conto será 'Luís Soares', também se encontra nos 'Contos Fluminenses'.

Participe conosco e não esqueça de dar os devido créditos! Até breve!

By Nice Sestari

quarta-feira, 15 de maio de 2019

Dignos de Maratona

Olá viajantes!

Sabe aqueles livros dignos de maratona? Sim, aqueles que se lê numa tarde, tranquilamente! Vou deixar 3 livros que a leitura fluiu e vale apena conferir.



A jovem Hanna Heath recebe a missão de restaurar o manuscrito de mais de 600 anos, Hagadah de Sarajevo.
Repleto de enigmas, Hanna vai construindo as memórias do livro. Com fatos curiosos vamos nos envolvendo na história do livro e também na vida de Hanna. Uma leitura gostosa e emocionante.
"Hagadah vem do hebraico que significa 'narração'. Apresenta o cerimonial da noite do Pessach, narra assim a libertação do povo de Israel do Egito. O manuscrito apresenta iluminuras coloridas."
Fiquei bem curiosa para saber mais sobre as Iluminuras e sobre o Hagadah!






Este livro é muito, mas muito legal! Um thriller histórico, repleto de personagens enigmáticos e, o melhor, reais. Como, por exemplo, o geógrafo, naturalista e explorador Alexander von Humboldt; uma das mais importantes figuras da literatura alemã e do Romantismo europeu, o escritor Goethe; e o dramaturgo, poeta, filósofo, médico e historiador alemão Friedrich Schiller. Esses personagens vão à uma missão secreta, envolvendo o filho ilegitimo de Luís XVI, tendo como pano de fundo o poderoso Napoleão. Em perseguições e aventuras nossos personagens vão deixando para nós referências históricas maravilhosas. Aquele livro que te faz querer ler mais sobre os personagens principais e os lugares em que se passa a história.






Este romance gótico é uma leitura bem fluida, repleto de emoção, assim como o filme, de mesmo nome.
Christine Daaé, cantora de ópera, chama a atenção de um músico com o rosto deformado, que vive escondido nas catacumbas de Paris. Ele pede para ser seu professor e faz de tudo para que ela se apaixone por ele.
Mas, Christine reencontra sua paixão de infância, Raoul. Este é o novo patrono do teatro.
A ira cresce no fantasma da ópera, Christine corre perigo, mas descobre o segredo de seu protetor do qual ela se refere como o 'anjo da música'.
Um livro repleto de segredos, conflitos, mentiras, um triangulo amoroso regado a situações doentias e de amor. 


Boas leituras e até breve!

By Nice Sestari

segunda-feira, 13 de maio de 2019

Presente Literário #13

João da Cruz e Sousa (1861-1898)
Teve uma boa educação com o auxilio de seu ex-senhor, Marechal Guilherme Xavier e Sousa, e de sua esposa. João da Cruz adotou o nome da família, Sousa. Ele aprendeu Latim, Grego e Francês. Também aprendeu Ciências Naturais e Matemática, sendo discípulo do alemão Fritz Müller.

Dirigiu o jornal Tribuna Popular (1881), combateu a escravidão e o preconceito racial. Cruz e Sousa foi recusado como promotor de Laguna (1883), por ser negro. Trabalhou como arquivista na Estrada de Ferro Central do Brasil, colaborando com diversos jornais.

Suas obras 
Tropos e Fantasias (1885) poemas em prosa, em parceria com Virgílio Várzea; 
Missal (1893) poemas em prosa; 
Broquéis (1893) poesia, dando início ao simbolismo no Brasil que se estendeu até 1922. 
Obras póstuma

Evocações (1898, poemas em prosa) 
Faróis (1900, poesia) 
Últimos Sonetos (1905) 
Dispersos (1961, poemas em prosa) 
O livro Derradeiro (1961, poesia) 
Outras evocações (1961, poema em prosa)

domingo, 12 de maio de 2019

Projeto Desencalha #3

Olá Caros Viajantes!

Minha ultima leitura não fluiu, infelizmente. Talvez não fosse o momento de ler  'A casa de chá'.

Vida que segue! Vamos para mais um sorteio, para ver quem será o desencalhado da vez!



Vamos que vamos!

Quer saber mais sobre o Projeto Desencalha e a lista de livros para desencalhar? Veja aqui!

Conheça também o Projeto 'Tem que Ler mesmo?' Aqui

Boas Leituras! Até breve!
By Nice Sestari




quinta-feira, 9 de maio de 2019

Projeto Liga Extraordinária

Olá Caros Viajantes!

Faz muito tempo que estou com vontade de postar o "Projeto Liga Extraordinária" aqui no blog. Chegou a hora!!!!!!

Quando assisti ao filme Liga Extraordinária (2003), me encantei com o Capitão Nemo e principalmente pelo seu submarino Náutilus.


Fui pesquisar e vi que todos os personagens estão em vários livros. E, claro, fui atrás de tê-los em mãos. 

Bom, vamos ao Projeto!

Inicio  
09/05/2019 -  Não haverá uma data para terminar, cada um faz a leitura no seu tempo.


Como acompanhar o Projeto
Publicaremos aqui no blog nossas impressões. Ao final de cada leitura colocaremos o link na lista abaixo.

Selecionei os livros dos respectivos personagens e mais umas leituras complementares.
Obs. Não é obrigatório ler na ordem.


Livros

* Drácula  de Bram Stoker   
Personagem Mina Harker

* 20 Mil Léguas Submarinas  de Júlio Verne 
Leitura complementar:  A Ilha Misteriosa
Personagem Capitão Nemo

* O Médico e o Monstro de Robert L. Steveson
Personagens  Dr. Jekyll e Mr. Hyde

* O Retrato de Dorian Gray  de Oscar Wilde
Personagem Dorian Gray

As Aventuras de Tom Sawyer  de Mark Twain
Leitura complementar: Tom Sawyer, detetive e As Aventuras de Huckleberry Finn
Personagem Tom Sawyer

* O Homem Invisível de H.G.Wells
Personagem Haeley Giffin - no filme ele se chama Skinner

* Allan Quatermain de Henry Rider Haggard
Leitura complementar: As Minas do Rei Salomão
Personagem Allan Quatermain

* O Problema Final de Arthur Connan Doyle
Leitura complementar: Um Estudo em Vermelho, O Signo dos Quatro, O Cão dos Baskervilles e O Vale do Terror
Personagem Vilão James Moriarty - (arqui-inimigo de Sherlok Holmes) - no filme o vilão era M/Fantasma.
Participe conosco e não esqueça de dar os devido créditos!


Boa Leitura!

By Nice Sestari

quarta-feira, 1 de maio de 2019

Dia da Literatura Brasileira

Oiiii pessoal, tudo bem?!

Você sabia que, além do Dia do Trabalho, hoje é dia da Literatura Brasileira?

Segundo diversas fontes pesquisadas, este dia homenageia o escritor José de Alencar, que nasceu em "1 de maio de 1829, e ficou conhecido por ser o primeiro escritor brasileiro a retratar o seu país exatamente como ele era, ou seja, com os personagens típicos do Brasil, como o índio e a vida no sertão nordestino". (Calendarr Brasil)

Ele é autor de: Senhora, Iracema, O Guarani, A Viuvinha, Cinco Minutos, Lucíola, Til, A Pata da Gazela, entre muitoooos outros...

É bem bacana começar um novo mês com esta comemoração, pois o mês de Abril também foi recheado!! No site Biblioo saiu um artigo bem bacana falando sobre estas comemorações. Para dar uma conferida, é só clicar aqui.

Aqui no blog já publicamos comentários sobre diversos livros de escritores brasileiros. Que tal conferir alguns?

Contos de Machado de Assis (Aliás, tem um projeto dele por aqui... se quiser conferir, só clicar aqui)
Entre outros... E temos por aqui muita poesia e um pouquinho sobre autores nacionais.

Qual livro da Literatura Brasileira você mais gostou de ler? Ou, até mesmo, qual você não gosta? Conta pra gente!!!

Por Ale Veras

terça-feira, 23 de abril de 2019

Contos do Esconderijo - Anne Frank

Olá pessoal, tudo bem?!


Hoje, quero compartilhar com vocês um livro muito bacana, que conheci por acaso. Um dia, passeando pelas estantes da biblioteca da faculdade, encontrei esta raridade... "Contos do esconderijo", com histórias escritas pela Anne Frank! Sim! Aquela do diário!!

Achei uma descoberta fantástica, pois nunca tinha ouvido falar deste livro.


"Anne Frank gostava de conversar como todas as meninas de sua idade, mas foi forçada a falar apenas em sussurros durante os dois anos em que viveu escondida dos nazistas. No entanto, a sua voz interior, em seus escritos, ergueu-se em um canto vibrante de apego à vida. Ela escreveu sobre ursos, gamos e meninas solidárias - sobre o primeiro beijo, o amor de seu pai, o medo de uma traição e de ser descoberta. Acima de tudo, seus textos revelam um invencível amor à vida. Esse dom, captado com perfeição em sua prosa emocionante, é revelado agora nesta coleção completa de fábulas, contos, ensaios e uma novela inacabada."

Não vou contar o conteúdo do livro, vou apenas deixá-los com um gostinho de quero mais... (maldade, né?! kkkkkkkk)

Neste Dia Mundial do Livro podemos refletir: que bela escritora teria sido Anne Frank se todo aquele horror não tivesse acontecido! E diante de tantos acontecimentos neste ano de 2019, quantas histórias não estão sendo contadas, quantos escritores poderiam surgir...

Você já leu este livro? Conte para nós...

Por Ale Veras