sábado, 25 de abril de 2020

Adalgisa Nery


Retrato Adalgisa Nery, por Cândido Portinari, 1937

Anseio

Quero que desça sobre mim a grande sombra que alivia,
Aquela que arranca do meu coração a revolta que me impede de ser mansa.
Quero descansar...
Quero encontrar aquele que é mais belo que o sol,
Que aumenta o meu sofrimento e que ajuda na minha redenção,
Que reparte suas angústias comigo para que lhe sirva de auxílio.
Quero ouvir a sua voz que é como a música dos mares,
Quero acolher-me na sua sombra e abraçar-me aos seus joelhos...
Quero descansar sem demora...
Quero chegar o tempo da minha última lágrima
ser recolhida dos meus olhos pisados e saudosos.
Por aquele que é o molde dos poetas, o que se veste com as estrelas que meus olhos
ainda não vêem.


                              - Adalgisa Nery, in: Dom Casmurro, Rio de Janeiro, 19 ago. 1937, p. 2.

Nenhum comentário:

Postar um comentário