sábado, 2 de março de 2019

Dalva Rodrigues

Olá Caros Viajantes!

Sempre temos que estar atentos as delicadezas e aos presentinhos da vida!


A Alegria de vermos um comentário, as visitas aos blogs nos traz muitas surpresas. E foi assim que conhecemos a Dalva Rodrigues do blog Pinceladas Papo e Poesia. Sua página é muito linda e suas poesias nos deixa com a alma cheia de alegria!

E com o coração feliz, divido com vocês uma de suas poesias. Lembrando que foi com autorização. Visitem o blog da Dalva, tenho certeza que vocês irão se apaixonar.


Urgência

Tenho pressa
Uma pressa sem sentido
Com todo o sentido
De tudo...
Ou de nada.
Recolher livros, fotos, papéis
Publicar os rascunhos
Desatar nós
Arejar a casa
Varrer o quintal
Podar as árvores
Lavar as roupas
Ao cair da noite repousar 
Aliviar o peso dos anos
Adormecer ouvindo vozes do passado
Limite quase palpável do presente.
Texturas, odores
Passos
Acordes de viola
Brasa no fogão
Filão de pão
Café coado
Pé no chão.
Lá fora o dia brota
Ouço o sarilho cantando
O balde que salta
Água fresca que sobe
Salpicando estrelas
Quando beijada pelo sol.
Caneca de alumínio areado
Sede matada.
Chão de terra socada
Chitas no varal
Pipas
Árvores
Frutas
Balanços
Risos
Latidos
Livros
Pirilampos
Lamparinas
Cantorias
Noites de neblina 
Fecho os olhos...
Abro e já é dia
Acordo do ontem
E ainda é vida.
Nos ponteiros das lembranças
Muito tempo se passou
Vida que passa
Tudo que se foi
Tudo se faz presente.
Lá fora o mesmo sol
No quintal limoeiro seco
Não é o pé de laranja lima
Este, cortaram há muito tempo.
A água sai da torneira
Não tem som de guizos
Nem lembram pequenos príncipes.
Pelos dourados
Tornaram-se ninhos de pardais.

Não sei de onde vem
Esta urgência em arrumar meu desarrumado
Muito menos para onde vai.
Só sinto que preciso estar pronta
Ajeitar na mala da vida
Tudo que é tanto
E no entanto é nada.
Talvez nem precise dela.
E mesmo que seja assim
Quero estar pronta
Alma sempre lavada
Batom rosa
Sorriso nos lábios. 
O que não sei
Sei, me espera! 

Dalva Rodrigues

27 comentários:

  1. Owmmmw...Nice e Ale, me emocionaram...To me sentindo poeta de verdade!
    Não tenho técnica para escrever, é tudo sentir...Nem sempre consigo soltar as palavras, mas de vez em quando dai alguma coisa.
    Obrigada, meninas queridas, por esse incentivo, estou muito lisonjeada do fundo da alma!!
    Abração e ótimo feriado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dalva toda nossa gratidão e carinho! Tudo que é feito com amor deve ser compartilhado. Assim foi conhecer seu blog! Você é Poetisa! bjs!

      Excluir
  2. Que coisa mais linda poder ve a urgência da querida Dalva por aqui e ela sempre inspirada e com facilidade de colocar seus sentimentos pra fora. A dforei! Fico feliz! Beijos pra vocês e pra Dalva! Chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chica obrigada pela visita! O coração fica cheio de alegria com a bela poesia da Dalva, não é mesmo? Bjs.

      Excluir
  3. Um belo poema da Dalva Rodrigues, como os demais dela, merecedor de grandes e relevantes elogios.
    Parabéns pela partilha e por esse espaço que dissemina a leitura, a literatura e é incentivo para todos.
    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lúcia obrigada pela visita, seja sempre bem vinda! è tão bom partilhar a alegria! bjs

      Excluir
  4. Agradeço por esse momento lindo...

    Apesar de conhecer a Poetisa Dalva a pouco
    tempo, também por meu blog ser novo, instantaneamente
    senti e percebi a alma especial que ela é. Reconhecimento muito merecido esse e fiquei em ter vindo conhecer o espaço de vocês, através da indicação da Dalva.

    Virei mais vezes e minhas sinceras congratulações
    pelo trabalho admirável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ronilda seja bem vinda! Obrigada pela visita e pelo carinho! Bjs.

      Excluir
    2. Não disse que gostariam?! Gratidão pelo carinho!

      Excluir
  5. Olá menina, vim conecer o blog e também reler o poema da Dalva, que pressa linda cheia de esperanças e saudade. A Dalv merece esse ccarinho.
    Linda página a de vcs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diná! Muito obrigada pela visita! A Dalva merece nosso carinho, não é mesmo? Bjs Nice

      Excluir
  6. Oi, queridas!

    Estive no blog da Dalva e vim de lá para cá -rs.

    De facto, esse poema parece um "desfiladeiro" de lembranças, de pressas e de urgências, mas a vida é mesmo isso, que ela tão bem escreve, poeticamente.

    Bonito gesto, o vosso, e além do mais sabem saborear a sobremesa da Literatura - a Poesia. Hoje, se celebra o Dia Internacional dela (Poesia).

    Beijos e bom fds.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Céu! A poesia faz nosso dia muito mais feliz. Obrigada pela visita! Bjs Nice

      Excluir
  7. Olá meninas Nice e Ale,

    Parabéns pelo blog e a iniciativa de compartilhar dicas literárias, poemas e prestar homenagens como esta para querida Dalva.

    Acho que todo o escritor(a), quer ser reconhecido e nada melhor que receber uma linda homenagem como esta.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alécio obrigada pela visita! Com certeza é muito bom poder ler poesia e principalmente prestigiar com muito carinho a Dalva.

      Excluir
  8. Chegando atravéz da Dalva que já acompanho a algum tempo, suas palavras tem o poder de mudar meu foco, ou alinhar uma idéia, dada a facilidade que ela tem em escrever aquilo que sente.
    Adorei conhecer esse cantinho.
    Muita Luz e Paz
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adelaide volte sempre e obrigada pelo carinho! O blog da Dalva foi assim um presente, a conheço bem pouco tempo, mas foi paixão a primeira leitura (rs).

      Excluir
  9. Venho do blog , Pinceladas Papo e poesia, da minha amiga e poetisa, Dalva.
    Que linda homenagem, parabéns!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sandra obrigada pela visita! É sempre bom trazer poesia para o nosso dia. A Dalva foi um presente! bjs Nice

      Excluir