quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Os Románov #2

Olá Viajantes!

Vamos continuar nossa viagem com Os Románov, das páginas 155 à 272, do livro Os Románov, de Simon Sebag Montefiore.

Com muitos detalhes, o autor nos leva a conhecer Os Románov, de tal maneira que pensamos ser um livro de pura ficção!
Pedro, o Grande

Uma das grandes figuras deste livro é Pedro, o Grande:"Pedro já era extraordinário. Um tipo estranho mas fisicamente impressionante: embora a maioria de seus retratos dê a impressão de uma gigantesca solidez, ele era alto como uma aberração... tinha movimentos espasmódicos. Seu rosto se contorcia em tiques constantes, e ele já começava a sofrer ataques epiléticos... Embora aprendesse um pouco de alemão e gostasse de mitologia grega e história romana, ele nunca dominou idiomas, gramática ou filosofia."

Pedro foi um Imperador notável em questão de modernizar a Russia, com a tecnologia do Ocidente, porém passava dos limites em crueldade. Mandou construir 14 câmaras de tortura, gostava de desconstruir o corpo humano.

O czar manda decapitar sua amante, e dá uma aula de anatomia aos presentes, segurando a cabeça de sua amante pelos cabelos e a beija na boca como uma despedida. Depois, pede para embalsamá-la.

"A qualquer momento Pedro podia passar da brincadeira para a ameaça."

Pedro não dava atenção para sua primeira esposa, Eudóxia. Já por sua segunda esposa, Catarina, ele tinha um amor profundo. Apesar de conturbado, ela sabia como tê-lo em seus braços e sempre estava presente na hora certa, seja na guerra ou nos momentos mais complicados.

"A relação de Pedro e Catarina não se baseava apenas nos atrativos físicos dela e na sofrida relação com os filhos, mas também em sua irreprimível alegria e inabalável serenidade, que lhe permitiam tratar Pedro com habilidade."
Catarina I

Com a morte do seu esposo, Catarina se torna a imperatriz .

"Catarina prometeu governar com o espírito de Pedro. Nenhuma mulher jamais havia governado a Rússia ... estava entrando numa era dominada por mulheres no governo."

A imperatriz não era diferente de Pedro, adotou a libertinagem, bebia demasiadamente, vivenciou várias guerras, teve muitos amantes, a traição corria solto e tinha muitos inimigos.
Anna da Curlândia

Após a morte de Catarina I, Anna, a filha do Czar Ivan V, duquesa da Curlândia, se torna Imperatriz junto com seu amante, Biron. Ele "exercia autoridade total" sobre Anna.

Anna saiu aos seus, foi muito cruel, fazia arremesso de anões, organizava brigas entre velhas deficientes, reduzia os aristocratas a bobos da corte; ela só queria desfrutar suas aberrações e caçadas.

Logo em seguida foi a vez de Elizaveta, a filha de Pedro, o Grande com Catarina I, ganhar o trono. Ela tinha o sangue de Pedro e não poderia ser diferente sua maneira de reinar: Mandava arrancar línguas, muitos eram esquartejados ou decapitados, mandava triturar os ossos, organizava bailes de travestis, ela tinha a mesma crueldade do pai.
Elizaveta - Vênus Russa

Elizaveta faz com que o futuro czar Pedro, seu sobrinho, se case com Sophie, Catarina, a Grande. Ele detestava tudo e principalmente a Rússia. 

Corria na boca miúda que Elizaveta havia se casado as escondidas com seu amante Razumóvski.  Ela era considerada a Vênus Russa: " Ninguém que a visse pela primeira vez deixaria de se impressionar com sua beleza e porte majestoso... dançava com perfeição e tudo o que fazia mostrava uma graça específica."

Elizaveta era viciada em moda, sentia prazer em ser tirana, teve muitos amantes e foi ficando cada vez mais perigosa à medida que envelhecia.

Para o próximo capítulo, vamos conhecer Catarina, a Grande!

Saiba mais sobre Os Románov aqui e aqui!

Nice Sestari

4 comentários:

  1. Como sou licenciada em História, sei alguma coisa dos Romanóv, mas com seu post fiquei ainda mais informada. Obrigada!
    Tão tiranos!

    Beijos e boa Primavera.

    ResponderExcluir
  2. Olá Ipsis,
    Gostei de ler o texto, gosto de Hstória e com seu bog informativo a gente vai se atualizando e relembrando o ue foi arendido e lido na epoca colegial.

    Tenha uma linda tarde de domingo.

    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diná, que legal saber que gostou! Esses Románov tem muito o que contar! Bjs Nice

      Excluir