quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Os Románov # 5

Olá Viajantes!

Estamos quase chegando ao fim da saga 'Os Románov',  das páginas  573 à 696, do livro Os Románov, de Simon Sebag Montefiore.

Filho de Alexandre II e Marie, Alexandre III, conhecido como "Sacha" ou "Colosso", era o novo imperador. Casou-se com  Maria Fiódorovna, conhecida como "Minny", ela era noiva de seu irmão mais velho Nixa que veio a falecer precocemente.


"... 'Colosso', era aquele tipo de tsar que sempre sabia quem era e o que queria - qualidades nada desprezíveis para um líder."


Dentro do seu conservadorismo, deu um destino diferente as várias reformas que seu pai Alexandre II realizou.

Um dos acontecimentos que mais nos chamou a atenção foi que Alexandre ordena a polícia para expulsar os judeus de Moscou. Seu irmão Serguei fez isso com grande propriedade.

"Em 28 de abril, Alexandre assinou a primeira de uma série de leis que permitiam a Serguei deportar categorias profissionais inteiras... fechou a Grande Sinagoga, mandou cossacos invadirem casas de judeus e autorizou as judias a ficar na cidade com a condição de se registrarem como prostitutas. Vinte mil judeus foram expulsos."

Na vida familiar o czar tinha alguns momentos de alegria, mas não era um pai tão amoroso. Do casamento com Minny teve 6 filhos, porém só cinco chegaram a vida adulta: Nicolau, Jorge, Xenia, Miguel e Olga.

Nicolau será seu sucessor, mas sua criação foi de muitos mimos e excesso de zelo.


"O herdeiro... 'dá impressão estranha, meio menino, meio homem... Sua mãe era propensa a infantilizar os meninos." "Era um homem de horizontes estreitos e visão tacanha, e durante anos mal cruzou as paredes dos jardins do palácio..."

Nicolau tinha opiniões muito infantis apesar de ter mais de 20 anos e sempre fugia as responsabilidades. Ele tinha na família seu porto seguro. Seu tio Serguei era  de grande influência na sua vida, se correspondiam frequentemente e, depois que seu tio casou-se com Ella de Hesse, esse vínculo se estreitou, já que ele conheceu a irmã mais nova dela, Alexandra de Hesse, "Alix", que no futuro será sua esposa e imperatriz.

Seu pai adoece, tem problemas nos rins que causa Nefrite. Aos 49 anos 'Colosso' desaba, começa a ter problemas para respirar. Sabendo que o czar tinha pouco tempo de vida alguns parentes vieram lhe visitar. Também Alexandra veio para receber a benção do czar. Assim alguns dias se passaram e o imperador vem a morrer nos braços de sua esposa Minny.

"A família beijou a testa do tsar morto, depois beijou a mão do novo tsar."

Nicolau quase entrou em pânico, não tinha ideia de como ser um czar, porém recebeu apoio da família.

O novo czar ansiava para se casar e assim foi realizado o casamento com sua amada Alix. Sua noiva era neta da rainha Vitória da Inglaterra. Desse matrimonio eles tiveram 5 filhos: Olga, Tatiana, Maria, Anastácia e Alexei. Falaremos mais da família no último post.

A personalidade fraca do novo czar, deixava seus ministros de 'cabelo em pé', ele vacilava em importantes decisões, era teimoso e vivia numa redoma.

Nicolau II viu a Rússia afundar, sendo um desastre tanto militar como econômico. O primeiro  anúncio foi na sua coroação em Moscou. O tumulto foi grande, que chegou ao caos, pessoas sendo pisoteadas e mortas!

"...centenas de milhares de camponeses se concentravam no campo de Kondinka. 'Toda pessoa que visitar as bancas armadas no campo receberá uma sacola com doces, pão de mel, salsicha, uma caneca esmaltada e um pão.' " 

Outro momento angustiante foi o chamado "domingo sangrento", um massacre aconteceu em São Petersburgo. Vários manifestantes marcharam pacificamente, com a organização do padre Gapon para frente do Palácio de Inverno, porém a Guarda Imperial já estava pronta para começar o massacre. Muitos consideraram este evento o estopim da Revolução Russa.

Além destes, houveram outros fatos marcantes e triste da história do czar. A Rússia participou  da guerra com o Japão,  disputavam os territórios da China, e da  Primeira Guerra Mundial, em que o imperador coloca toda sua fé no exército. Porém, a Rússia estava completamente despreparada e seu czar também, que só fazia inspecionar as tropas, feridos de guerra e almoços com seus militares.

"Parecia viver numa névoa."   

Cria-se a Duma Estatal do Império Russo e por quatro vezes foi convocada, inicialmente para ser um órgão de consulta. A Duma estatal era a casa menor do Parlamento, e a casa maior era o Conselho de Estado da Rússia Imperial. A primeira vez da convocação foi nas negociações de paz entre a Rússia e Japão (1905). A segunda ocorreu em 1907, por curto período. Já a terceira foi de 1907 a 1912 com a dominação Outubrista, esta conseguiu uma sucessão de reformas. A quarta Duma ocorreu em 1912.

"... escreveu seu inimigo Witte. 'Sua boa formação esconde todas as suas deficiências." ..."Witte listou as 'pequenas pirraças, a esperteza infantil e tola, a desonestidade tímida' do tsar."

Com tantos fatos ocorrendo a imperatriz sai do seu mundinho e resolve, junto com o místico Rasputin, se intrometer na vida política do país.

O  próximo post, será o término desta leitura coletiva, em que falaremos, mais sobre a vida  e o fim trágico da família imperial e do misterioso  Grigóri Rasputin.

Saiba mais sobre Os Románov       #1 - #2 - #3 - #4

Boa Leitura!
Nice Sestari

Nenhum comentário:

Postar um comentário